A Nexaas, retailtech brasileira, realizou uma pesquisa sobre a aderência do omnichannel no varejo brasileiro. A ação foi realizada no mês outubro, em parceria com o portal E-Commerce Brasil e mostra que 50% dos pesquisados já utilizam a multicanalidade para atendimento aos clientes. Desses, 36% pretendem expandir para o omnichannel e integrar os canais, com gerenciamento de produto, estoque e clientes.
Por outro lado, 43% dos pesquisados afirmaram que ainda não utilizam nenhuma estratégia omnichannel, mas pretendem usar no futuro. Os restantes 7% afirmaram que desconhecem estratégias omnichannel.

Das empresas que planejam aplicar ou expandir estratégias omnichannel, 14% pretendem fazer em três meses, 28% afirmaram ter planos entre 3 e 6 meses e 14% disseram de seis meses a um ano. Já 28% dos entrevistados não têm uma previsão.

Entre a empresas que já adotaram alguma medida omnichannel, 36% implementaram o despacho a partir da loja, 29% aderiram ao clique e retire e 21% disseram ter investido na estratégia O2O (online to off-line).

Resultados expressivos
A melhora da experiência de compra do cliente foi apontada por 78% das empresas que já adotaram o modelo omnichannel, 57% assinalaram aumento das vendas em função do clique e retire, ou Ship from Store, e 36% relataram aumento de vendas pela integração do estoque a chamada prateleira infinita.

Também teve redução de custos, 50% dos varejistas que já adotaram o omnichannel relataram redução do custo de logística pela maior opção de entregas (dark store, clique e retire, ship from store etc.).

Por outro lado, 21% das empresas que não querem adotar o modelo omnichannel alegam que os principais motivos são o custo dos sistemas e a complexidade da integração, 14% acham que a estratégia não se aplica ao modelo de negócios da empresa. Também na faixa dos 14% estão os que não adotam o modelo por prever dificuldades operacionais com treinamento e adaptação da equipe.

Pode te interessar

Feedback do cliente define quem ganha e quem perde no varejo brasileiro em 2021

Prioridades, desafios e tendências para o futuro do atendimento ao cliente no Varejo

Omnichannel: varejo sem fronteiras entre o virtual e o físico