Há pouco mais de um ano, Guilherme Dornelas, 19, conseguiu o seu primeiro emprego com carteira assinada. Todas as manhãs, Guilherme sai de casa determinado a bater suas metas de vendas no call center onde atua. Inicialmente, ele não pretendia permanecer muito tempo nesse setor, mas o aprendizado e as oportunidades que conquista a cada dia surpreenderam o vendedor.

“Foi o telemarketing que me abriu as portas do mercado de trabalho. Eu ainda não tinha nenhuma experiência e precisava do emprego para pagar a faculdade e esse emprego foi além do que eu imaginava. O telemarketing me mostrou que sou capaz de qualquer coisa, basta ter foco e determinação. Com o que aprendo no dia a dia da empresa, melhoro como pessoa e como profissional”, diz Guilherme.

Dados da Associação Brasileira de Telesserviços (ABT) mostram que o telemarketing está entre os setores que mais oferecem o primeiro emprego. Segundo a ABT, o setor de contact center qualifica jovens que estão em seu primeiro emprego, promovendo sua ascensão social e melhorando sua empregabilidade em outros setores. A jornada reduzida de trabalho se reflete em uma maior quantidade de empregados que continuam estudando, o que reforça o papel do setor na qualificação de mão de obra.

Essa realidade também é notada em Rio Preto. Cerca de 15% dos colaboradores da Cobmax Contact Center encontraram na empresa sua primeira oportunidade de emprego. Há dez anos no mercado, a Cobmax busca dar oportunidade para os jovens mostrarem seu talento e desde então só tem sucesso com essa ação.

“Para nosso mercado, experiência prévia não é fundamental. Por isso, oferecemos o projeto de educação corporativa, no qual capacitamos a pessoa para a função designada, proporcionando todo o conteúdo teórico e desenvolvendo suas competências técnicas e comportamentais da melhor maneira possível. Esses ensinamentos vão além do cotidiano da empresa, servem para ser usados no dia a dia”, diz Thamires Souza, gerente de Recursos Humanos da Cobmax.

Faltando pouco mais de um ano para concluir a faculdade de administração de empresas, Guilherme, que nunca pensou em atuar no telemarketing, se apaixonou pelo setor. “Quero conciliar o que aprendo na faculdade com minha atuação na Cobmax. Todo esse conhecimento, aliado a um bom desempenho, vão me ajudar a crescer na empresa”, conclui.

Outras notícias

Cultura Disney: Por que investir em capacitação

Capacitação e suporte em idioma local melhoram o programa de canal

Bom ambiente de trabalho favorece para melhores resultados