O isolamento causado pela covid-19 não foi social, foi um isolamento físico. Por causa do isolamento, muitas empresas fecharam. Por causa do isolamento, muitas empresas se digitalizaram. Por causa do isolamento, muitos vendedores foram substituídos por redes sociais, aplicativos, softwares e inteligência artificial. Mas será que o futuro do mundo dos negócios será apenas por inteligência artificial e recursos cada vez mais tecnológicos?

A verdade é que o ser humano gosta de lidar e estar com outros seres humanos. As pessoas não deixaram de se comunicar no período de pandemia, muito pelo contrário. De acordo com a Priori Data (consultoria alemã), alguns dos aplicativos mais baixados durante os últimos meses foram ferramentas de videoconferência como Zoom Meetings, Microsoft Teams e Google Meet.

Em nosso dia a dia, é fácil perceber como as pessoas estão utilizando mais do que nunca as redes sociais. Instagram, Whatsapp, Facebook e Tiktok estão cada vez mais populares. E nesse sentido, é bem provável que o futuro das vendas continue sendo social. Pessoas gostam de fazer negócios com quem elas conhecem. Com o isolamento, diminuíram os encontros presenciais, mas aumentaram surpreendentemente os encontros virtuais.

E como será o futuro dos vendedores? Os profissionais que souberem utilizar as redes sociais, certamente não serão substituídos por robôs ou por inteligências artificiais. Porém não adianta utilizar uma rede social apenas como um panfleto digital, o contrário também é verdadeiro. Utilizar as redes sociais apenas para se relacionar com as pessoas não aumentará as vendas nem no presente, nem no futuro. É necessário conquistar a moeda mais valiosa dos tempos atuais: a atenção das pessoas.

Basicamente, dois tipos de pessoas conseguem conquistar a atenção, pessoas interessantes e pessoas interessadas.

Mas como ser interessante nas redes sociais?
1) Ensine o que você sabe: isso gera admiração e cria autoridade;
2) Seja um curador de conteúdo relevante: compartilhe ideias, notícias e outras informações de interesse do seu público.
3) Entretenha as pessoas: crie posts com curiosidades e cases diferenciados com uma dose de leveza e descontração.

E como ser interessado nas redes sociais?
1) Interaja com as pessoas: comente, opine, crie parcerias;
2) Mostre que você se importa: siga pessoas que você admira e que compartilhem ideias que possam agregar ao seu público - se for o caso, compartilhe;
3) Ouça as pessoas que te seguem: crie box de perguntas, enquetes, abra o seu canal de escuta.

Com isolamento ou sem isolamento, a certeza é que nós gostamos do contato com outras pessoas. E mesmo com as novas tecnologias e a inteligência artificial, expressar nossa humanidade vai ser o nosso diferencial nas vendas e em qualquer negócio.

Leandro Branquinho é especialista em vendas

Pode te interessar

Varejo sem contato: o que muda na experiência de compra do consumidor brasileiro

Inteligência artificial: a chave para transformar a jornada do cliente

A importância de interpretar os sentimentos e as polarizações das ocorrências nas mídias sociais