Em quatro anos de existência, a VGX Contact Center, empresa de call center e telemarketing do norte de Minas, mostrou que, para crescer, é preciso aliar tecnologia à valorização humana. É mantendo fortemente esse foco para dar continuidade ao trabalho do empresário Victor Felipe Oliveira, que Gabriel Massula, sócio da empresa, assume agora como CEO.

Com quatro unidades, duas em Montes Claros, uma em Pirapora e uma em Janaúba, a VGX está sob comando de quem entende a fundo o setor. “Assumir como CEO é uma grande realização. Eu comecei a minha carreira como operador de telemarketing. Por isso, nossos colaboradores podem esperar proximidade, esse lado humanizado que entende as necessidades para um ambiente de trabalho saudável e que, consequentemente, leva a resultados para nossos clientes”, afirma Massula.

Formado em administração de empresas, Massula é sócio da VGX desde o nascimento da empresa, em 2013. “Começamos em Montes Claros, com uma operação de 100 posições de atendimento. Hoje estamos com 1.500 posições e outras três unidades, e mais de 4.000 colaboradores”, destaca Massula, reforçando um planejamento de 30% de crescimento para este ano.

Era digital precisa da valorização humana
Segundo Massula, o setor de call center conta fortemente com a tecnologia e está convergindo para a inteligência artificial cada vez mais. Entretanto, ele destaca que a valorização das pessoas torna-se ainda mais fundamental num momento como esse. “Estamos fazendo a expansão de uma das unidades de Montes Claros, para trazer mais conforto para nosso colaborador. São mudanças estruturais para melhor adaptação, sempre buscando alternativas no mercado tecnológico e a valorização do capital humano”, exemplifica.

Ouitras notícias

VGX Contact Center é reconhecida como uma das melhores empresas de call center do país

VGX Contact Center projeta expansão de 30%