A VoxAge encerrou o ano de 2016 com um balanço positivo, registrando um crescimento de 15% no seu faturamento e, para 2017, a empresa já projeta um resultado ainda superior, em torno de 20%. Para alcançar esse desempenho, a VoxAge tem como estratégia manter os investimentos no desenvolvimento de soluções inovadoras, intensificar as ações de relacionamento e consolidar parcerias comerciais e tecnológicas.  

“O ano de 2016, assim como o anterior, foi um ano difícil para todos os setores da economia, devido à crise político-econômica que assolou fortemente o país, paralisando os investimentos. Diante deste cenário pouco promissor, a VoxAge conseguiu perceber oportunidades e se destacou no mercado executando perfeitamente a combinação de muito trabalho com um bom planejamento e os resultados apareceram”, comemora Alexandre Constantine, diretor executivo da VoxAge.

Segundo Constantine, o crescimento da companhia em 2016 foi pautado por uma série de ações que tiveram como ponto central entender as necessidades dos clientes. A aquisição do aplicativo MeAtende, por exemplo, complementou o portfólio e garantiu aos clientes um novo canal de atendimento. Além da aquisição, a empresa também concentrou os investimentos em melhorias e evolução das suas soluções, como a nova versão do VOS Center – plataforma omnichannel de atendimento ativo e receptivo, que agregou funcionalidades importantes, como a gravação de tela, novo algoritmo preditivo para operações ativas, dashboards e Business Intelligence (BI). A solução VOS Atende, FAQ Inteligente, também passou por reformulações e recebeu uma interface nova e mais intuitiva, permitindo a inserção de palavras-chave, tags e dashboards, além da possibilidade de inclusão de áudio, vídeo e imagens nas respostas. Na área de autoatendimento, a VoxAge também investiu fortemente no desenvolvimento de soluções inovadoras utilizando tecnologias de “transcription”, “linguagem natural” e bots.  

“Em 2016, nós seguimos entendendo as necessidades dos clientes e isso foi fundamental para obter os resultados alcançados. Focamos nas empresas que estavam interessadas em melhorar as suas centrais de atendimento ou que buscavam redução de custos e percebemos uma grande movimentação nesse sentido no setor de recuperação de crédito e seguradoras”, avalia o diretor executivo da VoxAge.

Outra estratégia adotada em 2016 que impactou fortemente no bom desempenho alcançado foram as parcerias comerciais e tecnológicas, firmadas com empresas com sinergia de negócios agregando valor às soluções da VoxAge, como é o caso da AK Soluções, provedora de soluções para Contact Center, Segurança da Informação, Telecom, Redes, Infraestrutura e Serviços em Data Center, na região Sul do país. A empresa também intensificou o acordo com a Expert Project que, além de levar as soluções da VoxAge para a região do Rio de Janeiro, está expandindo sua atuação no mercado latino-americano, em especial o Chile e o México.

Na área de Marketing, diferente dos anos anteriores em que a VoxAge fez expressivos investimentos no patrocínio de eventos abertos, em 2016, a empresa optou por realizar eventos próprios a fim de disseminar conhecimento e conteúdo relevante para seus clientes, sempre com foco na área de relacionamento. Nesta mesma linha, a empresa também experimentou e obteve êxito na promoção de encontros online e webinars.

Planos futuros
Em 2017, a VoxAge projeta um crescimento de 20%. Para alcançar essa meta, a empresa manterá os investimentos em inovação, com novas ofertas tecnológicas aliadas à prestação de serviços de consultoria cada vez mais personalizados. Complementarmente, continuarão as ações de relacionamento, especialmente na realização de eventos próprios e webinars. Por fim, a empresa consolidará a ampliação das parcerias de negócios. “Podemos adiantar que neste ano haverá avanços importantíssimos no portfólio de autoatendimento, possibilitando aos usuários a utilização omnichannel, de diferentes canais (chat, SMS, FAQ, facebook, telegram, aplicativos etc.), interagindo por meio de linguagem natural. Isso, adicionando a utilização de bots e atendentes virtuais fornecidos pela própria VoxAge e também a integração de outros bots de mercado, incluindo tecnologias como processamento natural de linguagem (interagir com a máquina de forma humana) e machine learning (software que aprende sem ser explicitamente programado)”, adianta Constantine.