A polícia de Cebu, cidade filipina, prendeu 60 cidadãos japoneses por trabalho ilegal. De acordo com a agência Kyodo, eles trabalhavam em uma filial de empresa de call center japonesa na cidade.

A polícia recebeu uma denúncia de trabalho ilegal de estrangeiros e agentes da Agência Nacional de Investigação das Filipinas cercaram o local onde a Japan Intertrade Call Center Corp mantinha escritório.

Os funcionários não tinham licença para trabalhar no país e tiveram computadores, smartphones e documentos apreendidos.

Os funcionários tinham apenas visto de estágio de seis meses e não poderiam trabalhar no país.

Leia mais

Campinas está ameaçada de deixar de ser polo de call center

Cisco anuncia parceria para fomentar empreendedorismo no Brasil

Setor crescerá menos devido à crise econômica